Search This Blog

Loading...

Wednesday, June 6, 2012

A Voz da Amália - Poema de Mario Rainho



Nossa Senhora do Fado
Chamou-te Ary com ternura.
Já não estás ao nosso lado
"Ó meu limão d'amargura"!

Mas que nome te hei-de dar?
- "Ao poeta perguntei" -  ­
"Gaivota", ou "Canção do Mar"?
"Não sei, não sabe ninguém"!

Partiu e deixou-nos sós,
A voz d'Amália.
Da terra subiu aos céus
A voz d'Amália.
Partiu mas ficou em nós
A voz d'Amália.
Partiu sem dizer adeus,
"Foi por vontade de Deus"…
Ai! A voz d'Amálial

"Se uma gaivota viesse"
Do céu, em desassossego,
O desenho que fizesse
Talvez fosse um barco negro.

Onde à proa a tua voz,
Que ao cais de outrora se amarra,
Talvez chorasse por nós:
"Meia-noite e uma guitarra".

Viva Lisboa:  Viva o Fado

No comments: